domingo, novembro 13

Fim

Como eu já aprendi na vida, tudo tem um fim. Este blog não é excepção.
Teve um tempo e um prepósito definido para a sua existência.
Tudo isso passou, as feridas sararam, e agora é tempo de continuar, mas noutra direcção.
Adorei esta experiência, as pessoas que conheci, as opiniões e as trocas de ideias que troquei, mas o certo é que já não faz sentido pra mim aqui continuar.
Escrever sobre as coisas, sobre mim, foi sempre uma grande e expurgante actividade, que me permitiu exorcisar certos medos e angustias, e perceber que afinal não estou sozinha na maior parte das minhas emoções.
Contudo não queria acabar sem deixar uma palavra e um abraço e uma beijoca para todos que me acompanharam durante este ano e pouco.
Às palavras que deixaram, e que algumas me tocaram bem fundo, e e fizeram perceber tanta coisa.
Aos meus amigos que estão sempre lá pra mim, e aqui não foi excepção. Eu sei que posso contar sempre convosco.
Aos demais postantes e anónimos que gostavam sempre de aqui vir espreitar a minha vida, olhem: acabou-se! Temos pena, ou não!
Um abraço e até já...porque eu ando por aí...os mais perspicazes saberão onde me encontrar.

OVER 'n OUT

quinta-feira, novembro 10

A dar as últimas

está quase...no fim...
a razão principal já não faz sentido...
ando a matutar numa coisa nova e completamente mais adequada à nova realidade.
foi um impulso pensado que me deu ainda agora...
cumpriste a tua missão...agradeço-te por isso...mas tenho que partir...tenho que começar de novo...preciso disso...
pode ser que me dê a travadinha...

quarta-feira, novembro 9

Encontrem as diferenças

No mesmo noticiário em rodapé:
"Governo Espanhol assume todas as responsabilidades no acidente de Granada"
"Governo Português promete ajuda às famílias das vítimas"
Comentem se quiserem que eu fartei-me de tirar conclusões.
Hoje recebi um elogio do caraças, só gostam de falar e tratar as coisas comigo porque sou correcta a tratar dos assuntos. Afinal nem tudo o que sou e acredito é em vão.
A D tem tanta razão naquilo que me disse na outra noite. É incrível que quando nos rebaixam acreditamos e tomamos como verdade de imediato, mas quando nos elogiam, demoramos muito tempo assimilar tais elogios.
As coisas não acontecem à toa, ou quando acontecem e não lhes damos a devida importancia, damos-nos conta mais tarde do intuito das mesmas.
Acho que a minha progenitora pressente o que se irá desenrolar a seguir. Será que é desta que o seu feeling falha?

terça-feira, novembro 8

Pancadona

"Dá-te a pancada e lá vais tu!"
Confesso que a frase aquando da notícia me deixou vacilante, deixou pensativa. Mas se um dos meus grandes defeitos apontados é pensar demais, vou tentar remediar isso.
O que está feito, feito está! Agora tudo é uma questão de tempo e negociação.
Só tu é que te lembraste daquilo que me aconteceu ontem, só tu mostraste interesse em mim. Tá registado, aqui no coração.
Parece que ninguem me compreende, ninguem. Mas não faz mal, a girl has got to do, what a girl has got to do.

segunda-feira, novembro 7

G R A N D E

Grande fim-de-semana!
Grandes amigos!
Grande dia de Sábado em frente ao mar!
Grande companhia!
Grande Segunda-feira!
Grandes Novidades!


Hoje é tudo à grande...e não ficamos por aqui...preguiçaaaaaaaaaaa...

quinta-feira, novembro 3

Hidroginastica - Soltas

Queria partilhar convosco algumas soltas que se ouve na hidro (por parte de um instrutor jeitoso, diga-se de passagem), e que se forem ouvidas fora do contexto fazem-me rir a molhes. Aqui vão:
- "Sintam o vosso corpo."
- "Usem o vosso corpo".
- "Sentem os ombros a doer?"
- "Usem a outra perna. Só têm duas, portanto é a outra".
Entre outras que agora não ma lembra, mas que me farto de rir lá isso é verdade.
Hoje trago umas dorzitas nas pernas que não vos digo nada, o tipo abusou de mim...
Enfim...

A arte de bem coser

Pois é...
nunca me tinha preocupado com estas coisas porque em casa da progenitora todas as ferramentas e demais estavam asseguradas. Aliás a caixa da costura, o ovo de madeira e afins têm mais anos que eu própria. Faziam parte do chamado enxoval que a aminha mãe comprou apressadamente (só namorou 9 meses com o meu pai).
Bem, mas devido à necessidade que tive em coser meias (vejam bem!) cedo me apercebi que não possuía um ovo em madeira para o efeito. Nem vos digo nem vos conto, corri meia cidade e vila e aldeia (sim que vivo ensanduichada no meio das três), e somente no centro comercial mais piqueno, numa loja de retrosaria, o bendito ovito que tanto jeito me deu.
O que ouvi dizer é que ninguem sabes coser, e que já ninguem cose meias: quando rotas, lixo com elas.
Hoje acordei cedusco (10.30 da manhã) e decidi que teria que me organizar acerca das minhas coisas: remodelar tudo a nivel pessoal. Pró mês que vem, chegará o total makeover. Me aguardem...
Hoje fiquei-me apenas pela roupa inteiror e de desporto. Grande gozo que dá ir às compras. Pena que o euromilhões fica tão longe todas as semanas. Grão a grão...

quarta-feira, novembro 2

Pérola do Dia

"Tudo acaba bem: se não está bem, é porque ainda não acabou."

segunda-feira, outubro 31

Direitinha pró Hospital

Pois...foi o que me aconteceu nesta madrugada...
A cachopa sentiu-se mal, e pegou nela e trás-zás...hospital com ela.
O costume, aquilo que eu já sei que padeço, mas que me recuso a ser operada. (aguenta e não chora!)
Mesmo assim foi rápido, e rapidamente estava de volta a casinha, depois de me terem dado uma dose de cavalo.
Ai rapariga, rapariga...nunca mais atinas...

This page is powered by Blogger. Isn't yours?